AMIZADE SINCERA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

AMIZADE SINCERA

Belo como a natureza,
imenso como o infinito,
simples como a vida,
fugás como a chama de uma vela,
O amor é prisão aberta!

Grande como o pensamento
Que se esvai na noite de silêncio
Foi nossa “amizade sincera”!
Tão sincera que se acabou,
que se perdeu
E que trazemos, talvez somente eu,
Risos do passado, lágrimas d’outros momentos…

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *