Artur Laizo Escritor – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Autor - Artur Laizo Escritor

FOME

Uma mulher magra! Muito magra, com os ossos à flor da pele, se é que lhe restava pele. Vestida de molambos, rasgados pelas madrugas dos frios invernos de calçadas, cada dia mais nua. Com um passado negro, um futuro horrendo e um presente famintos, a esmolante anda pelas ruas de belos apartamentos e carros. Aos seu pés chora o filho que quer...

INDIFERENÇA

Se você estivesse aqui agora, A chuva não importaria mais, Pois chegaria ao meu dia o sol. O frio da solidão não causaria dor, Porque o mundo voltaria a sorrir. A noite não seria tão escura Já que mil estrelas brilhariam. O vento não cortaria minha pele Porque eu estaria envolvido em seus braços. O mundo não estaria mais desabando Porque...

CONTRASTES

(à morte de Alcides M. Torres)   As velas na sala tremulam… O vento arranca falsidades… A noite cai vagarosamente…   Há brilho nos olhos cálidos, Olhos vermelhos, Olhos empapuçados, Olhos irritados de dor…   Há risos em bocas sórdidas, Há choro na noite vaga, O céu em festa, A sala em...

A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN – RESENHA

  SINOPSE: Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas. Um...

COMO É QUE VOCÊ RESPIRA?

O ato de respirar é de fundamental importância na vida do ser humano. Somos seres aeróbicos e necessitamos de oxigênio para nossas reações químicas e fisiológicas durante todo tempo. Nosso corpo depende de oxigênio e alguns órgãos dependem dele com maior ou menor intensidade de acordo com o armazenamento desse gás. A musculatura...

UM LUGAR AO SOL

O mundo não me levará Além dos meus primeiros passos… Como salto, pulo e penso, A vida passará e eu também…   O mundo eu o seguirei Além de onde possa parar, Quero perseguir as estrelas, os astros, Quero pensar na chuva que molha o lodo das estradas…   Eu continuarei, Voarei até o infinito Numa busca, num...

A NOITE FRIA

Era uma noite sombria Era uma noite tão fria Era meio do inverno E eu buscando, Querendo, caminhando Talvez, para o inferno!   A noite nada dizia Na sua neblina muito fria, Mas o coração palpitava Eu continuando o caminho, Olhando, procurando, mas sozinho, O desejo, a ira, tudo da boca saltava!   A noite ainda continuaria Levando sua...

SÓ TU

Ah, se fosse o amor que bate-me no peito E agoniza-me a vida… Ah, se fossem os teus olhos o que está me perseguindo Neste meu caminho escuro…   Ah, se fosses tu a causa De todas estas minhas dores e angústias… E se fosse o teu beijo O bálsamo eterno da minha aflição…   Se fosses tu, somente tu, dor mais...