Artur Laizo Escritor – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Autor - Artur Laizo Escritor

DIA DAS CRIANÇAS – O CONTO

Aproximava-se o “dia das crianças”. Naquela cidadezinha, todo ano, as crianças boas recebiam presentes, as crianças desobedientes castigos. Surgiu, no entanto, espalhados pela cidade, cartazes que só algumas crianças conseguiam ler, com os seguintes dizeres. “Seja uma criança feliz, Fuja de casa e venha para a floresta. Lá...

NO BAR

Os amigos estavam em um bar comemorando o fim da pandemia e o desafio foi lançado: cada um teria que dizer uma coisa que tivesse no bar com a primeira letra do seu nome. Mariana começou fácil: _ “Mé” – todos riram. Eliana aceitou a ideia e disse: _ “Eisenberg”. Artur não se fez de rogado e elencou: _ Arak...

ENSIMESMISMO

Vivemos em um ensimesmismo terrível. O que interessa, o que importa é o indivíduo no centro das atenções, ao redor do qual devem girar todas as outras míseras pessoas que o adoram e veneram. O eumesmismo é uma loucura porque não há nada que ninguém faça que seja melhor do que aquilo que eu fiz. Eu sou o astro rei, sou merecedor de todas...

MEU TEMPO ESTÁ ACABANDO

Meu tempo está acabando. Não há muito o que fazer. O tempo passa e é cruel, Leva a força A vitalidade, A esperança E até o desejo… O tempo é implacável Não permite desculpas Não nos dá a mínima chance De consertar o que foi mal feito De refazer desde o início. Talvez mesmo O melhor seria Trocar de papel Trocar de vida Refazer...

ESPERANÇA

Ainda não é primavera, Há dias frios, Há confinamento, E pandemia. Porém, A natureza impávida Não compactua com a tristeza. Explode em flores e perfumes Para alegrar nossos dias, Nossas vidas, Nossos sonhos. As flores nos dizem Que temos que nos esforçar Para não enlouquecer Com tudo isso. Aparecem dores no corpo, Sons na cozinha...

POESIA

Se te dão uma palavra Você faz uma frase Se te dão um sentimento Você pode fazer uma poesia Pode desnudar sua alma Escrever em versos Aquilo que te incomoda Motiva a viver Dá vontade de desistir Da vontade de resistir Da vontade somente Se te derem uma palavra Você fala, você escreve Se te derem um sentimento Você sofre Você vibra Você...

INVERNO

INVERNO O frio é tanto Que até a manteiga está dura Lá fora, um sol Imenso Ilumina o céu de brigadeiro Daqui a pouco Muitos vão tirar os agasalhos Esquecer que é inverno E trabalhar Até na hora de sentir frio Novamente E voltar Para suas casas Buscando calor da família Ou da sopa quente Ou da coberta acolhedora Na solidão diária.

ENSIMESMANDO

Não há nada que eu mais goste Que encerrar a semana Cheia de trabalho, Preocupações, Correria, Atropelos, Que sentar no chão da minha sala Ver um programa de música qualquer na TV E tomar meu vinho… Uma garrafa, duas… O gosto seco do tinto A imagem de sangue no copo A mente fluindo relaxada A noite avançando em tropel Algumas vezes...