Artur Laizo Escritor – Página: 3 – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Autor - Artur Laizo Escritor

CONTIDO EM SILÊNCIO

Insuportavelmente quieto e silencioso Meu coração bate calado, Tentando não ser ouvido. Presa na sombra, imóvel, apagada, Minha alma sussurra ao vento, Na intenção de não ser sentida. Meu corpo, como que atado a ferros, Não move um músculo, um pelo, Para passar despercebido…   Mas minha mente, irrequieta, doidivana, Busca-te onde...

CONTIDOS EM SILÊNCIO

Insuportavelmente quieto e silencioso Meu coração bate calado, Tentando não ser ouvido. Presa na sombra, imóvel, apagada, Minha alma sussurra ao vento, Na intenção de não ser sentida. Meu corpo, como que atado a ferros, Não move um músculo, um pelo, Para passar despercebido…   Mas minha mente, irrequieta, doidivana, Busca-te onde...

FEIRA LITERÁRIA DE RESENDE RJ

A Feira Literária de Resende RJ está acontecendo desde hoje 07/06 as 8:30 e está bem maior que ano passado. Esse ano além do Auditório Literário, estandes de editoras e autores de várias cidades, estande da LEIAJF, espaço do autor, espaço para shows e área de alimentação, apresenta uma área destinada a prefeitura de Resende e a...

SOZINHO

Inatingível Inacessível Impossível Totalmente fora de qualquer possibilidade De amar, de ser atingido no peito…   Corpo fechado Coração gelado Alma errante Sou pura emoção e sentimentos E amo, e quero e preciso…   Meu ser volátil Desesperado Para amar outra vez Não vê a hora em que o sol vai aparecer E eu vou voltar p’ra...

PEDRO NAVA – FRASES

Quando morto estiver meu corpo, evitem os inúteis disfarces, os disfarces com que os vivos procuram apagar no morto o grande castigo da morte. Não quero caixão de verniz nem ramalhetes distintos, superfinos candelabros e nem as discretas decorações. Quero a morte com mau gosto! Dêem-me coroas de pano, flores de roxo pano, angustiosas flores...

CHEIO DE NADA

Queria escrever alguma coisa cheia de mim, Mas eu estou agora, cheio de nada… Queria dizer de meus sonhos, Que como areia do deserto Estão nas minhas mãos abertas… Queria dizer dos meus amores, Que como feras selvagens Estão nas jaulas abertas do meu coração, Queria dizer dos meus desejos, Que como filmes de arte Não lotam...

AMIGOS

Eu espero que terminemos nossos dias Amigos! Sentados em algum lugar, Prefiro Parque Halfeld, Tu, Quebra Anzol,   Estaremos os dois A ler-nos, a decifrar-nos cada verso Que houvéramos escrito. A rir de cada situação, de cada musa, de cada particular solidão…   Estaremos os dois Sorrindo pra vida, chorando pela vida, sentindo...