CONTOS – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Categoria -CONTOS

O MUNDO DEPOIS DA PANDEMIA

2050 João X56 andava perto daquela areia escaldante e achou uma engenhoca que, à princípio, não reconheceu. Pegou o artefato e olhou para a água do mar que batia vermelha naquele espaço imenso de areia rosada. Passava por aquele lugar todo dia, indo e vindo do trabalho. E estava sempre procurando alguma coisa. A orla era o caminho, mas...

PARA SEMPRE

Um grito na noite Dois gritos na noite Três sons perdidos! Um sorriso franco, Dois risos contidos, Três às gargalhadas! Um litro de álcool Dois pratos, petiscos. Três copos comuns. U’a música no ar, Dois fatos lembrados, Três homens que riem. U’a noite comum, Dois fortes abraços, Três beijos de amor É a noite que avança, E o álcool...

ANDANDO PELA NOITE

Estávamos conversando Douglas, Luciano e eu em frente ao relógio da estação da rede ferroviária e os dois vampiros resolveram que iriam para outros lugares da cidade. A quarentena do Corona vírus estava deixando todo mundo trancado em casa e Douglas, o vampiro de Juiz de Fora, sugeriu que se ficássemos juntos nenhum dos três conseguiria...

MORTE NA RUA BRÁS BERNARDINO – CAPÍTULO 3

Gilson Carlos Rodrigues e o marido Claudio Fonseca eram casados há quatro anos, moravam no apartamento quinhentos e seis desde que se casaram. Gilson tinha trinta anos era professor de Geografia na Universidade Federal e Claudio ensinava matemática no Colégio Pio XII no centro da cidade. Primeiro entrou Gilson. O rapaz de cabelos pretos, olhos...