POESIAS – Página: 6 – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Categoria -POESIAS

AMOR

Se eu não fosse apenas amor, O que seria? Um vaso sem flores, Um espelho sem reflexos, Uma árvore seca, Um caminho sem luz, Uma noite sem estrelas…   Se eu não fosse somente amor, Não teria perfume, Não teria imagem, Não teria vida, Não teria luz, Não poderia ver estrelas…   Se eu não fosse apenas amor, Não haveria...

DESENCANTO

  Não sei se me vale Apagar a luz e sonhar, Ou cobrir os olhos com as mãos E tentar buscar N’algum corpo sólido, insólito, irreal, inexistente talvez, O álibi pro meu desencanto! Não sei se me vale Ocultar o que sinto, Ocultar o que quero agora, O que me falta Pr’um descanso, pr’um consolo, pr’um...

PERFEIÇÃO

  Aos dezesseis anos Eu acreditava Que poderia mudar o mundo Que eu tinha toda a razão Que eu era perfeito!   Aos vinte e poucos anos Eu acreditava Que poderia mudar as pessoas Que todas estavam erradas E eu era perfeito!   Aos trinta e poucos anos Eu acreditava Que o mundo e eu éramos iguais Que todos buscávamos algo. Ninguém...

AMOR

Se eu não fosse apenas amor, O que seria? Um vaso sem flores, Um espelho sem reflexos, Uma árvore seca, Um caminho sem luz, Uma noite sem estrelas…   Se eu não fosse somente amor, Não teria perfume, Não teria imagem, Não teria vida, Não teria luz, Não poderia ver estrelas…   Se eu não fosse apenas amor, Não haveria...

FERAS

As feras se procuram Na noite! Espreitam-se desejosas… Em sonhos, Buscam calor, carinho, Afeto. Não se importam de ser Sozinhas Se por um breve instante De luz, Vislumbrem ser possível Amar, Confundir pernas, bocas, Abraços. Não importa se o dia Rompante Mate tudo, destrua O belo. O perdido momento Que resta Para sempre na...

SOLIDÃO

  O que eu fiz com a minha solidão Tão almejada, tão cultivada, Preservada em uma fortaleza?   Por que acabei com a minha solidão? Era tão voluptosa a sensação de ser só, Tão maravilhoso o momento de não se ter ninguém!   Por que deixei perder a minha solidão? Evaporou-se entre os meus dedos qual areia A couraça, a...

SE EU MORRESSE AMANHÃ

  Se eu morresse amanhã Parada cardíaca,                         Respiratória, Ou ambas… Fulminante infarto agudo… Não interessa muito como,   Preocupa-me o fato, preocupa-me o ato, preocupa-me o porvir… O que farei com meus amores? O que farão meus amores? O que dirão de mim quando fechar...

Quando eu não for mais eu

Quando eu não for mais eu Quando eu não passar de carne torpe Apodrecendo como lama nos manguesais Quando tudo tiver terminado… Que direi dos amores que tive? Terei amado mais que o poeta? Terei sentido, sofrido mais Que um louco romântico deslumbrado? Que direi das pessoas que tive? Dos prazeres que dei, se os dei, Foram tantos, foram...

Coisas

  Há coisas que talvez não possamos segurar, Há coisas que às vezes não podemos compreender, Há coisas que nos são imensamente caras E há aquelas que nos são fundamentais!   Há coisas que por mais que queiramos Não podemos e nem conseguimos ter. Há  coisas que por mais fortes que sejam Temos que abrir mão, deixar...