COMER NAS VIAGENS – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

COMER NAS VIAGENS

Comer nas viagens!

Quem come arroz, batata frita ou fast food tipo Mc Donald’s – nada contra, há dias em que como também -, vão comer essas coisas  em qualquer lugar do mundo. Para quem gosta de conhecer bem o lugar para onde viajou, é muito bom experimentar a culinária local. Não recomendo que se faça loucuras, mas quando cheguei à Inglaterra estava louco para comer Kidney pie (torta de rim), mas eu gosto de rins. E posso dizer que é muito bom. Ao mesmo tempo, não sei se comeria escargot na França ou escorpião frito em Singapura. Acho que há coisas que não precisamos nos obrigar a tanto.

Aconteceu comigo na Itália uma coisa muito legal. Fomos Ângela e eu comer um espaguete “alla putanesca” e eu pude lhe dizer que o seu “putanesca” era muito melhor. Como ir a Itália e não comer “arancini” de qualquer recheio? Como não comer “empanadas” argentinas?

Procure ler e aprender sobre culinária e costumes do lugar onde você irá visitar. Não seja desagradável em dizer que não comerá o que o seu anfitrião lhe oferecer. E se você for o anfitrião, por favor não vá oferecer “vaca atolada” para indianos – vaca é sagrada na Índia.

Massas na Itália, carnes na Argentina, batatas e carne na Inglaterra, doces e mais doces na França, pimenta no México… essas coisas são normalmente o que se tem ideia antes de viajar e de conhecer a culinária local. Pode ser diferente. Há carnes ótimas na Itália e pizzas no mundo todo. A culinária árabe é muito mais rica que somente quibe esfiha.

Estou em Buenos Aires. Comi muitas empanadas, muitos tipos de carne, salada, arroz, enfim, comi muito bem e recomendo muitos restaurantes ótimos aqui. Vai uma série de fotos de comidas em Buenos Aires.

Mais uma vez, BA vale a pena ser visitada.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *