ESQUECER-TE – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

ESQUECER-TE

Esquecer-te,

Me é tão fácil!

 

Não contarei os anos de convivência,

Não me lembrarei de teus olhos,

Não mais pensarei no teu corpo,

                        “IMPAR”

Não mais vou querer o calor,

a volúpia,

a loucura,

o ímpeto,

Que te são próprios!

Esquecer-te-ei!

Com certeza já não penso mais

No que foste,

pois não és mais…

 

Percorres agora um caminho vazio,

Que não compartilharei

E não tenho como dar-te a mão,

– não a queres!

 

Não quero ver-te mais!

És hoje o espectro do ser maravilhoso

Que conheci!

Não quero viver do nosso passado

Já que presente não temos.

Não quero ver-te na lama.

Não quero mais você.

 

Se foste o máximo,

Sou muito mais!…

Solidão?

Aparecer-me-ão outros amores,

Quem sabe alguém venha a se tornar

Tão especial?

Esquecer-te?

Há de me ser fácil!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *