EU QUERO O ÓBVIO – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

EU QUERO O ÓBVIO

Eu quero o óbvio
Claro!
O óbvio em todos os sentidos
Quero o que me agrada
Mas também o que seja fácil
O que é aquiescível
O que eu não tenha que brigar
Que lutar para ter…
Quero facilidade
Quero ter a mão
O que me aprouver
Sem que eu tenha que desembainhar espadas
Levantar bandeiras
Criar barricadas
Ir à luta..
Quero o óbvio
O óbvio ululante
E que simplesmente
Me caia no colo!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *