FELIZ NATAL – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

FELIZ NATAL

O que eu posso falar do Natal?
Natal é uma festa familiar. É representação do nascimento de Jesus Cristo e para nós, a reunião da família. Normalmente, familiares viajam longas distâncias e gastam muito tempo para estarem juntos.
O Natal tem cara de avó. Avô é outro papo. É natural à matriarca o cuidado com a preparação das comidas – salgados e doces em profusão -, com a decoração da casa, com o uso daquele talher que só sai do armário na ceia do Natal, ou no almoço. Há quem prefira fazer a ceia e distribuir presentes ainda à noite e há aqueles que fazem um almoço ou até mesmo uma reunião vespertina no dia 25.
Importante é reunir a família. Surgiram várias piadas sobre isso. Alguns se lembram da tia chata e gorda que quer saber tudo das crianças, impedindo que as mesmas brinquem com outras crianças que não vêem há um ano. Há aquele tio infeliz que bebe demais e fala bobagem, primos que não se suportam, irmãos cujas esposas só se cumprentam na frente da velha senhora que os obriga a estarem todos juntos naquela época. Enfim, Natal é a reunião da família feliz. Naquela foto que se faz com a vó, todos sorriem. Os adultos querem sumir daquele lugar e as crianças querem brincar. Os adultos pensam que se a velha morrer, vão dividir a herança e nunca mais se reunir para o Natal. As crianças não sabem o que está acontecendo. As crianças crescem e os adultos envelhecem.
Natal é luz. Natal é harmonia! Natal é fraternidade!
Natal é troca de presentes e gastos. Natal é comilança e gastos. Come-se muito no Natal e sempre se reiniciam as dietas no dia dois de janeiro. Há quem nunca bebeu e bebe muito no Natal. Há quem come pouco o ano todo e se empanturra com as guloseimas do Natal.
Natal é tempo de fazer aquele prato que todo mundo ama, ou detesta, mas que só é feito no dia. Engorda-se no Natal? Bobagem! Engorda-se o ano todo. É só dar bobeira que gordo engorda com ar. Passa-se mal no Natal? Muita gente morre devido ao Natal.
O importante é ser Natal. Abraçar o amigo que você encontra todo dia na academia ou na escola e dizer que o ama. É importante abraçar o parente que você não vê há um ano e dizer que o ama. É importante amar e dizer que ama às pessoas. Um ano passa rápido, mas muita coisa acontece em um ano. Não espere para dizer que ama uma pessoa no Natal do ano que vem. Pode ser que ela não esteja mais lá.
Feliz Natal!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *