MACHADO DE ASSIS – 178º ANIVERSÁRIO – FRASES – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

MACHADO DE ASSIS – 178º ANIVERSÁRIO – FRASES

Não levante a espada sobre a cabeça de quem te pediu perdão.

Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria.

A vida sem luta é um mar morto no centro do organismo universal.

A mentira é muita vezes tão involuntária como a respiração.

Está morto: podemos elogiá-lo à vontade.

A vida é cheia de obrigações que a gente cumpre por mais vontade que tenha de as infringir deslavadamente.

Não se ama duas vezes a mesma mulher.

Botas…as botas apertadas são uma das maiores venturas da terra, porque, fazendo doer os pés, dão azo ao prazer de as descalçar.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *