MIGUEL DE CERVANTES – DON QUIXOTE DE LA MANCHA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

MIGUEL DE CERVANTES – DON QUIXOTE DE LA MANCHA

Miguel de Cervantes (1547-1616), é o expoente máximo da literatura espanhola e é tido como precursor do realismo espanhol. Autor de uma obra mundialmente conhecida: Don Quixote de la Mancha (1605), considerado o primeiro best-seller da história e a primeira novela moderna. É o segundo livro mais traduzido no mundo. O primeiro é a Bíblia.

BIOGRAFIA

Miguel de Cervantes Saavedra nasceu provavelmente em 29 de setembro de 1547 na cidade de Alcalá de Henares, cidade universitária de Castela, na Espanha e morreu em 22 de abril 1616, em Madrid.

Seus pais eram Rodrigo e Leonor de Cortinas, que além de Miguel, tiveram mais seis filhos. Em 1563 a família mudou-se para Sevilha, onde Miguel iniciou seus estudos em gramática e latim, aprendendo com os padres jesuítas.

Ficou ferido em 1571, na batalha naval de Lepanto da Grécia contra os turcos otomanos servindo o exército do rei espanhol Filipe II. Ferido, acabou perdendo os movimentos de sua mão esquerda. Em 1575 foi capturado por turcos e passou os próximos anos na prisão, voltando para casa somente em 1580, quando foi resgatado por sua família, com a ajuda de alguns padres trinitários. Passou, após isso, quatro anos como soldado, conheceu Portugal, e retornou à Espanha, finalmente, em 1584.

As dificuldades financeiras eram uma marca na vida de Miguel de Cervantes, mas não limitaram a formação intelectual de Miguel de Cervantes, considerado um leitor ávido ainda criança. Seu pai, por ser surdo desde o nascimento, atuava de maneira precária, o que forçou a família a mudar diversas vezes de endereço em busca de melhores perspectivas profissionais.

As primeiras publicações de Miguel de Cervantes são lançadas em 1569, quando o autor contribui com poesias para o memorial em homenagem a Elizabeth de Valois, casada com o rei Felipe II.

Em 1583 casou-se com Catalina de Palacios Salazar.

Em 1605, com a publicação de “Dom Quixote”, Cervantes conseguiu juntar algumas economias, e com isso teve oportunidade de se dedicar exclusivamente à literatura. “Dom Quixote” foi traduzido em mais de 60 idiomas, e de geração em geração vem conquistando de crianças a adultos.

A primeira obra de Miguel de Cervantes é o romance La Galetea, publicado em 1585. É considerado um romance pastoral, que não obteve sucesso. Foi adaptado por Cervantes para o teatro, mas também sem êxito.

Em abril de 1616, atingido por cirrose e flacidez nas omoplatas devido à artrite, Miguel de Cervantes morreu. Ele foi enterrado no convento do Barrio de Las Letras de Madrid.

Deixou grande inspiração em diversos níveis, ultrapassando séculos. De forma que romancistas, grafiteiros; poetas; escritores; pintores; escultores; ensaístas; cartunistas; dentre outros, ainda hoje encontram em suas obras um referencial artístico. Em 2016 comemorou-se 400 anos de sua morte, um marco na literatura mundial.

DOM QUIXOTE

 

O romance Dom Quixote de La Mancha, publicado pela primeira como O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha, é um clássico da literatura.

Trata-se de uma sátira às novelas de cavalaria. A obra relata a história de um homem já idoso que se apaixona de tal maneira por histórias antigas e bravos cavaleiros que busca reviver as aventuras dessas fantasias.Perdido em seu próprio mundo, Dom Quixote convence o camponês Sancho Pança a lhe servir como escudeiro.

Envolto no realismo fantasioso, luta contra um moinho de vento, que confunde com um gigante. A novela termina quando o personagem principal recobra os sentidos.

 

OBRAS

Romances

A Galatea (1585)

O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha (1605)

Novelas Exemplares (1613)

O Amante Liberal

A Ciganinha

Rinconete e Cortadillo

A Espanhola Inglesa

O Juiz dos Divórcios

A Força do Sangue

O Ciumento estremenho

A Criada Ilustre

As Duas Donzelas

A Senhora Cornélia

O Licenciado Vidraça

O Casamento Enganoso

O Engenhoso Cavalheiro Dom Quixote de La Mancha – segunda parte (1615)

Os Trabalhos de Persiles e Sigismunda (1617)

Teatro

Tragédia de Numancia (1585)

A Conquista de Jerusalém

A Cida em Argélia

O Galardo Espanhol

O Grande Sultão

A Casa da Inveja e a Floresta de Ardenia

O Labirinto do Amor

A Divertida

Pedro de Urdemalas

O Rufião Feliz

Diálogo dos Cães

Poesia

Índice de todos os Primeiros Versos de Poesia

Índice de Primeiras linhas de Poemas Soltos

O túmulo do rei Filipe II em Sevilha

Na entrada do Duke Medina em Cadiz

Pesquisa:

https://www.todamateria.com.br/miguel-de-cervantes/

https://www.infoescola.com/escritores/miguel-de-cervantes/

https://www.suapesquisa.com/biografias/miguel_cervantes.htm

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dom_Quixote

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *