MONTEIRO LOBATO – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

MONTEIRO LOBATO

A partir de hoje, postarei uma frase de um autor conhecido. Começo com Monteiro Lobato que foi um grande escritor brasileiro.

 

Loucura? Sonho?

Tudo é loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira – mas tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum.

Monteiro Lobato

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

3 comentáriosDeixe um comentário

  • março de 1941

    “Purezinha

    Só contarei o que é a vida em prisão. É a gente sozinho com o pensamento e nunca o pensamento trabalha tanto. … Penso em V. com uma ternura imensa e um imenso dó, e culpo-me de um milhão de coisas. Meu dever era só cuidar da tua felicidade, Purezinha, e no entanto passei a vida a te contrariar e a fazer asneiras que tanto nos estragaram a vida. …

    Estou preso há quase três dias e já me parecem três séculos. As horas têm 60.000 minutos. As noites não têm fim. …

    Imagine agora o meu prazer quando ontem recebi um pacote. Abri e vi logo você ali …

    Adeus, minha querida, minha cada vez mais querida Purezinha. … Coragem aí, que cá do meu lado é o que não falta.

    Estou escrevendo por escrever, para dar vazão aos sentimentos, porque não há jeito de fazer este papel chegar a você.

    Incomunicável! Agora compreendo o horror desta palavra.

    Juca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *