NA JANELA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

NA JANELA

De repente você se encontra

Na janela,

Olhando a lua,

Num dia de sol

Maravilhoso…

E você joga baralho,

Bebe cachaça

Apaticamente,

demoradamente,

infelizmente!?!?

Talvez por uma crise qualquer

Que o tempo lhe traz

E que aos poucos você absorve

Aos pequenos goles

Desesperando-se com a vida,

Como arde em sua garganta

A aguardente que lhe desce pelo esôfago!

 

Foto: Lua cheia em Veneza, abril 2017

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *