NÃO SEI MAIS AMAR – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

NÃO SEI MAIS AMAR

Não sei mais amar como já amei outrora,
Não me dedico mais ao amor, como dantes.
Não me prendo a carinhos,
Afagos e beijos, paixões e desejos,
Como já me permiti ter
E enlouquecia se não os tivesse.

Não sei mais me dedicar à ninguém
Como houvera feito nos primórdios
Não me preocupo mais com pedras
Que por ventura no caminho apareçam
Sou só mais eu, sozinho e frio
Perambulando pela noite escura.

Meu coração hoje, é uma pedra
E minha alma se dispersou no ar.
Caminho como manda meu corpo
Que se perde em orgias mentais
Em encontros casuais
Esperando o fim de tudo chegar!.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

6 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *