NOITE LOUCA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

NOITE LOUCA

Queria acordar de manhã
E dizer que dia lindo
Quão feliz estou!
Na realidade, isso passa longe
E nem sempre quero acordar.
Talvez porque o sonho seja mais lindo que o dia,
Talvez porque feliz…
Queria acordar mais tarde
Na hora do almoço seria o ideal.
Queria sempre ir dormir muito tarde
Aproveitar a noite, que sei, que Deus me deu.
A vida sempre foi às avessas
Durmo tarde, acordo cedo
Amo a noite, detesto a manhã.
Adoro, enfim, o nascer do sol
Antes de ir dormir.
“Queria acordar de manhã”
Claro que não.
Começar de novo:
Queria acordar a tarde
E lembrar
Como foi linda minha noite louca.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *