O GAROTO QUASE ATROPELADO – VININIUS GROSSOS – RESENHA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

O GAROTO QUASE ATROPELADO – VININIUS GROSSOS – RESENHA

título: O GAROTO QUASE ATROPELADO

isbn: 9788562409462

idioma: Português

encadernação: Brochura

formato: 16 x 23

páginas: 272

ano de edição: 2015

edição: 1ª

 

Um garoto sofreu com um acontecimento terrível.

 

Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia.

 

O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriu para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre!

 

Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas.

 

Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!

 

RESENHA:

Confesso que comecei a ler o livro meio desanimado: era um diário de um adolescente. Pensei em quão enfadonha seria a leitura. De repente, o livro passa e atropela você que está lendo. É um garoto, adolescente, cheio de problemas e descobertas normais da idade, mas a forma de apresentar a vida desse garoto nos prende na leitura e faz com que queiramos continuar a ler.

O protagonista, que também é o relator, já que estamos lendo o seu diário, a história é na primeira pessoa, não tem um nome específico durante toda a história. Ele é “O garoto quase atropelado”. É chamado assim pelos amigos e por quem o conhece. No início sem amigos, ele se torna amigo da “Cabelo de Raposa”, Lais é assim chamada por ele, e pelos seus amigos, Acácio, o James Dean não tão bonito e pela “Menina do cabelo roxo”, Natália. Os quatro vão ter as suas vidas contadas pelo Garoto Quase Atropelado em seu diário e o que se esperava de vida pacata e sem sal de um adolescente, na realidade é um atropelamento atrás do outro.

O GQA mora com sua mãe e um irmão mais velho com quem tem uma relação meio complicada. O pai deixou a família e por isso mesmo não é uma figura importante no contesto da história do garoto. Há ainda coisas do passado que o atormentam e que vão nos atropelar de novo em determinada fase do livro. No livro temos abuso, homofobia, bulimia e várias outras coisas que mostram o mundo como ele é.

Enfim, O Garoto quase atropelado é um livro que vale a pena ser lido e se deixar atropelar pelas situações que o autor nos apresenta página a página.

Foi o primeiro livro que li em 2019 e devo dizer que é sensacional!

O Autor: Eu conheci o Vinícius Grossos em Juiz de Fora quando ele lançou na Saraiva “1 + 1 A matemática do amor”. Esse seu outro livro é sensacional e eu devorei a leitura e confesso, acabei a leitura chorando.

Vinícius é taurino, leitor voraz e perseguidor de sonhos. Ama comida italiana, dias nublados e café. Nasceu em 1993, no estado do Rio de Janeiro e quando pequeno, tinha o sonho de trabalhar em uma livraria apenas para poder ler tudo o que fosse possível. Já quis ser desenhista também, mas sua falta de talento o ajudou a se encontrar de vez como escritor.

Publicou seu primeiro livro ‘Sereia Negra’ de forma independente em 2014. Em 2015, lançou ‘O Garoto quase-atropelado’ pela Faro Editorial e que figurou na lista dos 10 livros mais vendidos da Bienal do Livro de Minas. Em 2016, lançou o romance LGBT ‘1+1 – A Matemática do Amor’.

Sobre o autor Ver todas as postagens

admin

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *