Pão de Canela e Prosa – Página: 2 – Onde as palavras têm sabor
Pão de Canela e Prosa

O VAMPIRO LEONARDO

Cheguei na janela, respirei o ar da noite e pensei brincando: Cadê o meu amigo vampiro? Olhei para as plantas do jardim iluminadas pela lua. Senti o cheiro da noite. Um cheiro bom. Um cheiro doce. Um cheiro de Patchouli. Patchouli! Um cheiro suave que se tornou mais forte e eu procurei pelo jardim. Nada! Na escuridão além do jardim, nada! O...

POEMA A VINÍCIUS DE MORAES (09/07/1980)

Ah! Quem dera se te fosse dada a eternidade E se entre nós continuasses a dizer coisas belas… Ah! Quem dera se se pudesse ver sempre o teu rosto E teus murmúrios a melodiar-nos a vida…   Por que será que a morte tão vil e traiçoeira De nós te levou? Tu que sempre nos mostravas O mais puro enleio de amor numa canção? Não...

ENAMORADOS

Estamos enamorados! Sei que nos queremos tanto, Em cada olhar trocado, Cada beijo no peito calado, Cada sonho, só sonhado…   Queremo-nos no silêncio Que nos impomos… Por sermos tão iguais E tão passionais, Não nos permitimos desfrutar O momento máximo de nosso amor…   Desejamo-nos na ausência Que...

ADORARIA

Sabe, eu acredito que a gente Muito tenha a se dizer… Acho-te linda, empolgante, extasiante, excitante…   Adoraria ter-te em meus braços, Lamber-te o colo sem escrúpulos, Adorar cada célula do teu ser, Emaranhar-me em ti em cada crepúsculo.   Acredito muito que a gente Se sinta bem juntos, n’algum dia, Se beije, se...

ESQUECER-TE

Esquecer-te, Me é tão fácil!   Não contarei os anos de convivência, Não me lembrarei de teus olhos, Não mais pensarei no teu corpo,                         “IMPAR” Não mais vou querer o calor, a volúpia, a loucura, o ímpeto, Que te são próprios! Esquecer-te-ei! Com certeza já não penso mais No que...

DESEJO

Se eu te pudesse ter agora, sem barreiras, sem censura, sem bloqueios E encontrasse em ti a minha busca…   Talvez quem sabe até abrir-me-ias os olhos, Talvez até abrir-me-ias os braços, E no momento que dou tudo por perdido, Soprarias de novo esse fogo no meu peito…   Se eu te pudesse ter agora, Como sempre...