SER POETA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

SER POETA

Deus fez o mundo!

Surgiu Baco,

deus do vinho,

Surgiu Vênus,

deusa do amor…

 

Deixaram nascer o poeta,

deus da palavra.

deus da solidão,

deus do romance,

deus do amor,

não correspondido,

deus do vinho,

bebido na solidão…

 

Poeta, dor constante,

Poeta, solidão constante,

Poeta, poeta, poeta, só…

 

Poeta, consequência da criação,

Poeta, razão da criação,

Criador do caos interior,

Mantenedor do caos interior,

Verdadeiro caos…

 

Como agradeço a Deus,

a Baco,

a Vênus,

Ser Poeta!

 

Livro; Coisas da noite – 1997

Foto: Revista Dialogo Médico 2001

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *