SÓ TU – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

SÓ TU

Ah, se fosse o amor que bate-me no peito

E agoniza-me a vida…

Ah, se fossem os teus olhos o que está me perseguindo

Neste meu caminho escuro…

 

Ah, se fosses tu a causa

De todas estas minhas dores e angústias…

E se fosse o teu beijo

O bálsamo eterno da minha aflição…

 

Se fosses tu, somente tu, dor mais profunda

Do que a própria dor que sinto,

Não seria o mundo a razão da minha morte,

 

Nem tão pouco gostaria

De partir para o além, deixando-te só…

Ah, se fosses tu, só tu!…

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *