SONHADOR – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

SONHADOR

sonhador-ii

Chamaste-me um dia: – Sonhador!

E eu, eu sonhava com castelos no ar,

Com um puro e belo jasmim

Que mostrava-me sempre o seu perfume…

 

Chamaste-me um dia: – Sonhador!

E na mente eu esperava encontrar

Um perfeito par, um doce amor,

Um lindo dia, um beijo ardente…

 

E no meio destes meus sonhos,

Havia luz, paz, alegrias,

Havia uma música envolvente…

 

Então o abismo do real abriu-se,

Os castelos foram-se

E eu deixei de viver intensamente!…

 

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *