Trabalho científico – crônica – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Trabalho científico – crônica

Eu fui abordado por uma aluna no final do curso, desesperada, preocupada, não sabendo o que fazer por que não tinha muita coisa para colocar no seu Curriculum Lattes e se formaria em seis meses.

– Professor, eu preciso fazer um trabalho científico!

– Que legal, respondi, qual o tema que você quer desenvolver?

– Não sei, professor. O que o senhor sugere?

– Não sei o que você gosta. Que área pretende seguir?

– Mas não é isso professor. Eu estou formando em dezembro e preciso publicar um artigo.

– Sei, respondi. Mas não vai dar tempo de publicar nada.

– Mas professor, eu estou formando em dezembro, eu tenho que publicar alguma coisa. Como que faz um trabalho pra publicar.

– Bem, você tem que achar um tema, disse eu.

– Mas professor, eu estou formando e não sei que tema.

– Depois que você achar um tema, fui paciente, você tem que fazer um projeto.

– Como que faz o projeto, professor? É rapidinho fazer isso, né.

– Não, você que nunca fez nada científico, deve gastar aí uns dois meses pra fazer esse projeto.

– Nossa, professor, mas eu estou formando em dezembro…

– eu sei. Mas tem que ter o projeto. Tem que ter pesquisa bibliográfica.

– O senhor me ajuda? Como que faz um projeto? O que é pesquisa bibliográfica?

– Ajudando a fazer o projeto, não fazendo pra você, você deve gastar uns dois meses… Aí você manda pra Plataforma Brasil que é o Comitê de Ética e Pesquisa.

– Aí publica?

– Não, claro que não. O seu projeto de pesquisa será avaliado pela Plataforma e eles podem demorar no mínimo dois meses para publicar o seu trabalho.

– Nossa, professor. Mas eu estou formando em dezembro será que dá tempo?

– A Plataforma liberando, você tem que fazer pesquisa de campo. Isso vai levar uns três meses, dependendo, é claro, da sua pesquisa, da sua disponibilidade e da sua persistência.

– Nossa, professor, mas então não vai dar tempo, eu formo…

– Eu sei, em dezembro, interrompi.

– E depois?

– Depois que você fizer a pesquisa de campo, de acordo com a sua pesquisa bibliográfica que deve ter no mínimo sessenta artigos científicos dos últimos cinco anos, você tem que escrever o seu artigo. Também te ajudo, não precisa perguntar.

– Mas, professor, tem que ler sessenta artigos, ou pode só cita-los no final.

– Como que você vai escrever o seu artigo se não ler os sessenta e poucos artigos relacionados.

– Uai, escrevendo e o senhor me ajuda.

– Depois que, por ventura a sua coleta de dados ficar pronta, você tem que providenciar a estatística dos dados e acabar de escrever o seu artigo com os resultados que você coletou.

– Estatística, professor, mas eu formo em dezembro.

– Vai gastar uns seis a oito meses pra fazer o seu artigo…

– Aí publica?

– Aí você pode escolher uma revista científica e enviar o seu trabalho pra avaliação da revista com relação à publicação. Se eles gostarem, podem demorar até dois anos para publicar o seu artigo.

– Mas, professor, eu formo em dezembro, não vai dar tempo.

– Não.

– Então como eu faço?

– Não sei!

– Mas eu preciso publicar alguma coisa, eu formo em dezembro…

– Você deveria ter pensado nisso antes. Quiçá no primeiro período.

– Mas eu nem pensei, né, professor. Mas agora preciso.

– Agora não dá tempo.

– E o que que eu faço?

– Não faz. Conta com a sorte de conseguir ser aprovada em uma residência que não cobre isso no currículum. Aliás, você já tem Curriculum Lattes?

– Que que é isso mesmo, professor? Dá tempo de fazer até dezembro?

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

19 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *