TRISTE – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

TRISTE

 

Talvez eu esteja triste,

Porque a vida é triste,

triste,

TRISTE!

 

Talvez eu esteja só,

Porque minha vida é só,

só,

SÓ!

 

Talvez eu esteja agora aqui,

Jogado fora, porque eu esteja fora,

fora,

FORA!

 

Fora de tudo o que a vida

Pode me oferecer,

Fora de tudo o que acontece

E só para tudo o que pode acontecer,

Triste sem vontade de ver

O que acontece.

 

Eu estou triste, só, fora!

O mundo gira, cresce,

Cresço junto mas…

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *