VERDADEIRO – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

VERDADEIRO

Não sei se sou inteiramente
Verdadeiro
Naquilo que quero para mim.
Talvez a inconstância da minha mente,
Mente agitada,
Criativa,
Louca,
Não me permita
Dizer o que quero nesse momento.
Seria mais fácil se tudo que busco e quero
Estivesse ao meu alcance,
Estivesse aqui nas minhas mãos…
Mas que graça teria
Se não tivesse que decidir,
Se não tivesse que lutar,
Se não tivesse que sofrer,
Para entender que tudo que eu quero!
Isso faz com que eu seja
Cada vez mais
Verdadeiro!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *