VOCÊ CORRE RISCOS – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

VOCÊ CORRE RISCOS

Ao nascer

Você corre risco

De ser branco,

De ser negro.

De ser pardo, ruivo…

Você corre riscos

De ser rico

De ser pobre

De ser muito pobre

Você corre riscos

Ser bonito

De ser feio

De ser muito feio

Você corre riscos

De ser desse

Ser daquele

De não ter país

Você corre riscos

Ter saúde

Ser doente

Ser muito doente…

 

Você sempre corre riscos

Só não pode se arriscar

A não ser feliz

Do jeito que é

Do jeito que quer ser

De todas as formas

Não pode arriscar

A deixar de amar

Intensamente

Imensamente

Infinitamente

Mas sobretudo,

Amar!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *