VOCÊ VAI EMBORA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

VOCÊ VAI EMBORA

E aí, você vai embora

Usando como roupa

As marcas do nosso passado

As coisas boas a enfeitar seu colo,

As alegrias e esperanças como agasalho.

Os planos futuros serão deixados para trás

E o desejo de nos consumirmos um no outro

Nunca mais!

 

E aí, você vai embora

E eu permanecerei nu no frio

Já que tudo que mais amo

Você vai levar consigo

O meu alento, o meu sustento, o meu ar

Serão seus abre-caminhos agora.

Eu estarei sozinho, outra vez,

Despido de você, despido de tudo!

 

E aí, você vai embora!

Que seja para sempre!

Sobre o autor Ver todas as postagens

admin

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *