AMOR PURO – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

AMOR PURO

Uma noite, solidão,
sinto frio, a alma clama,
e olhando pr’o portão.
o teu nome ela chama.

Onde estás, minha paixão,
eu sozinho aqui na lama,
não terei nunca a ilusão,
reacender a nossa chama.

O passado me incomoda,
sei que a vida é uma roda,
nada volta, tudo escuro…

E não vejo esperança,
carregando essa lembrança,
de um amor que julguei puro.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *