POESIAS – Página: 3 – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Categoria -POESIAS

WC OCUPADO

Dentro do ônibus Indo para algum lugar Todos os lugares ocupados Ocupados com pessoas desconhecidas Ocupados com mentes que pensam O barulhodo motor impede o sono? Talvez eu tenha dormido demais Não há o que ver Apenas um letreiro que indica WC ocupado A paisagem externa passa rápido Apesar da velocidade que o motorista Por ordens...

REUNIÃO

Segunda-feira, Não teremos reunião! Não é dia de reunião, Não iremos nos encontrar Pra discutir coisa séria, Pra conversar amenidades, Pra tratar de viagens, Sonhos, Quimeras, Vida E morte! Segunda-feira Não teremos reunião… Mas a vontade de nos ver Persiste a todo momento. A saudade de uns e outros nos mantém. A ausência de...

QUERIA ACABAR COM TUDO!

Eu queria acabar com tudo! Acabar com os sonhos que não deram em nada, Acabar com os pesadelos que me fecham portas… Acabar com os caminhos que, erroneamente, percorri, Mas também acabar com os que terei de seguir, para não errar de novo. Queria acabar com meus dias enfadonhos e cansativos, Mas também com minhas noites produtivas e...

NADA É ETERNO

Não sei como será Meu ocaso. Quando eu mergulhar Na escuridão da noite Na escuridão da vida… Não sei como será Meu fim! Quando eu chegar Na impossibilidade de viver Na impossibilidade de fazer Não sei viver Com a incompetência… Quando minha energia faltar E eu não puder fazer E eu não puder falar Não sei como será Quando eu não...

MORTO

A bebida na mesa me olhando sorrindo, Esperando acabar com a dor da minha alma, Incentiva o primeiro contato, servindo Como alento, trazendo-me paz, calor à alma. O álcool desce redondo, queimando e invadindo Todo o ser que, privado de luz, vive o trauma De não ter mais ninguém nessa noite sorrindo Ao seu lado, não tem mais ninguém, nem...

PARAFRASEANDO BANDEIRA

Poema de beco Manuel Bandeira “Que importa a paisagem, a Glória, a baía, a linha do horizonte? -O que vejo é o beco.” Quando Bandeira olhou o BECO Ele não viu nada! Não viu a dona Maria Ansiosa por uma conversinha Uma fofoca talvez Queria até mesmo falar do poeta Sujeito esquisito Não viu as criancas Correndo para escola Ou...

RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro Que tantos andam nas ruas Que tantos dormem nas ruas Onde tantas ruas há Rio de Janeiro Avenidas, bairros chiques e favelas Violência, fome, desemprego Onde tanta gente há Rio de Janeiro História desse país Onde quase tudo aconteceu Muita coisa ainda acontece Rio de Janeiro Que faz calor ano inteiro Que é lindo e...

SOZINHO NO BAR

*Sozinho na lua cheia* Artur Laizo Sozinho num boteco do Rio de Janeiro Sozinho num boteco do Rio Sozinho num boteco Sozinho nu Sozinho Feliz Feliz nu Feliz num boteco Feliz num boteco do Rio Feliz num boteco do Rio de Janeiro Vendo a lua cheia lá fora iluminando Vendo a lua cheia lá fora Vendo a lua cheia lá Vendo a lua cheia Vendo a...

O TEMPO PASSOU

O tempo passou! Será que tudo que você fez foi o correto? Será que você deixou muito que fazer? Será que você viveu bem? Você se arrepende mais Das coisas que fez, Ou das que deixou de fazer? O tempo passou e hoje Você se pega pensando Naquele beijo que não deu, Ou naquele amor que tanto insistiu E que era unilateral O tempo passou e...