CONTOS – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Categoria -CONTOS

OPALA PRETO

Ele queria apenas encher seu tempo e ver a cidade a noite. Ele gostava da noite. Acabara de acordar e estava ali, todo vestido de preto, à frente do volante daquele Opala que era seu divertimento já por décadas. A Avenida Rio Branco estava congestionada. As ruas que cruzavam a terceira maior avenida reta da América Latina* também sofriam com...

QUEDA LIVRE

Ele estava no alto da laje, mas não sabia de onde. Sabia, mais por instinto que tinha que descer. Achou um buraco naquele concreto e se meteu dentro dele. O corpo magro e malvestido não apresentava obstáculos para sua passagem. Caiu no andar de baixo em um monte de panos velhos que suavizaram sua queda. Olhou em volta, torcendo por uma porta...

PEDIDO DE AJUDA NO VIADUTO DAS ALMAS

Mauro saiu de Lafaiete para ir buscar a família em Belo Horizonte. A mulher e os dois filhos estavam na casa da avó materna na capital mineira. Ele saiu do trabalho, pegou seu opala azul e se meteu na estrada A noite estava muito escura. Fazia frio e chovia de quando em vez. A BR3, atualmente BR-040, no sentido Rio de Janeiro a Belo Horizonte...

DIA DOS NAMORADOS – MINICONTOS

Miniconto 1 A profissão dele era viajante. Ficava semanas fora da cidade. A jovem esposa estava acostumada com dias frios e solitários. Naquele dia dos namorados, ele chegou sem avisar. Encontrou a mulher na cama com o amante. O quarto banhou-se em sangue: dois assassinatos, um suicídio. Mimiconto 2 Ele sorriu e a beijou. Ela também sorriu...

A PIANISTA

Maria Clara era pianista. Era excelente pianista. Seu nome estava entre os melhores pianistas do mundo. A casa estava cheia e Maria Clara estava nervosa no camarim, como em toda apresentação. Ela iria brilhar e ela mesma sabia disso. Ela estudou desde a infância para estar naquela posição, naquele momento, naquele teatro famoso no mundo...

VELHICE

Eu estou velho! Não sei nem mesmo se vou conseguir acabar de escrever esse texto. Hoje, as dores no corpo estão piores e limitando mais meus movimentos. Não há mais o que fazer já que a idade avançada é um prêmio para muitos. Hoje é meu aniversário e estou fazendo noventa e seis anos. Estou feliz? Claro que não! A mente lúcida quer...

A CHUVA – HISTÓRIA INFANTIL

*A CHUVA* (História infantil) Artur Laizo A avó Celia estava parada na porta da casa olhando a chuva. Silvinha chegou e perguntou: _ Vó, de onde vem a chuva? _ Do céu – respondeu a senhora sempre de vestido branco de florzinhas. _ Mas é muita agua que cai da chuva – observou a menina. – De onde vem essa agua? _ Daqui da...

SANTA CLARA PROTETORA DAS LAVADEIRAS

Lembro-me que tivemos um verão chuvoso. Desses que, pelo excesso de chuvas, acontecem enchentes, alagamentos e destruição. Eu era criança e sempre que começava a chover ouvia a minha mãe dizer: _ Essa chuva não vai parar nunca mais. Vou rezar para Santa Clara. _ Por que Santa Clara, mãe? – Perguntei um dia. _ Santa Clara lavava a...

A MENINA NA ESCADA

Ele saiu do seu apartamento e viu que havia uma menina sentada na escada que dava para o andar superior. Ele sorriu. Ela sorriu. Ele entrou no elevador e foi para o seu carro e rumou rapidamente para o trabalho. No dia seguinte, ele saiu do apartamento e ela estava na escada. Ele sorriu como no dia anterior e ela retribuiu o sorriso. Novamente ele...

INSETOS

Ele odiava insetos. Queria mesmo destruir todos os insetos do mundo. Quando pequeno, ao dizer sua vontade para seus parentes, ainda tentaram convencê-lo que não poderia fazer isso. “Como você pode querer acabar com as abelhas? Vai ficar sem mel”, disse uma tia gorda e rabugenta. “Vai acabar com o bicho-da-seda e vamos ficar...