PODE FICAR À VONTADE – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

PODE FICAR À VONTADE

PODE FICAR À VONTADE!
Existe expressão “gentil” mais sem fundamento? Você entra em um negócio qualquer, padaria, loja de bijuteria, loja de roupa, qualquer loja e um (a) atendente sorridente logo lhe diz: “Pode ficar à vontade!”
E aí? O que fazer? Pegar o jornal, sentar na primeira poltrona disponível e pedir um cafezinho? O que realmente querem dizer com essa expressão? Seria uma forma de lhe dizer para ficar bem, escolher o que você foi procurar, comprar ou não comprar o que quiser, comer ou não comer, enfim, qualquer coisa.
Talvez se a gente fosse recebido com um “Seja bem-vindo”, nos daria maior incentivo para ficar à vontade.
Outra coisa terrível é quando você entra em uma loja, principalmente essas lojas de quinquilharia, abarrotadas e a atendente lhe diz a “bendita” frase e passa a andar ao seu lado o tempo todo temendo que você roube alguma coisa ali.
“Pode ficar à vontade, mas eu estou de olho porque aqui todos são suspeitos!”
Complicado!
Enfim, a expressão “Pode ficar à vontade!” é mais uma expressão decorada onde quem fala não tem noção do que realmente significa. Se você diz isso ao receber uma visita na sua casa, cuidado! Você está dando à pessoa carta branca para “derrubar o saleiro no pavê” e você vai ter que continuar sorrindo com cara de paisagem.
Então, depois disso tudo, você “pode ficar à vontade” para comentar e compartilhar esse post e todos os outros desse blog.
SEJA SEMPRE BEM-VINDO (A).

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *