A SAUDADE NÃO PASSA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

A SAUDADE NÃO PASSA

O tempo passa
Os dias passam,
As horas passam,
O tempo passa,
As pessoas passam,
Os sentimentos passam,
Os amores passam,
O tempo passa
A saudade fica!
Continuamos nosso caminho,
Trabalhando,
Criando,
Crescendo,
Parando
Para respirar, às vezes,
Para chorar,
Sorrir,
Sofrer,
Morrer,
Ou continuar em frente.
As pessoas passam
Por nossas vidas,
Enquanto nossa vida passa.
E os colegas passam,
Se perdem no passado.
Os amigos passam,
Alguns ficam pra sempre.
Os amantes passam,
Alguns rapidamente.
Os amores passam,
Muitos ficam na lembrança.
Somente a saudade
É eterna!
Somente a saudade
Não passa,
Não alivia,
Não dá um minuto de trégua
E dói!
A saudade não passará jamais.
A saudade é eterna.
É para sempre!
O bom
É que a vida passa!

               

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *