CANÇÃO DO MUNDO ATUAL – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

CANÇÃO DO MUNDO ATUAL

Toca o sino da Matriz
chamando a congregação.
Nesse momento feliz,
todos juntos: oração!
Artur Laizo

Vamos pedir com fervor
que o mundo tenha mais calma,
muita gente sem amor,
muita matéria sem alma.
Artur Laizo

Os homens estão perdendo
a grandeza de sua alma.
Pela vida que estão tendo,
cada dia menos calma.
Artur Laizo

Se Deus não for o caminho
todo homem se perderá.
O Pai oferece um ninho
Que a poucos pertencerá.
Artur Laizo

Todos juntos temos força
para mudar nosso mundo
não há nada que distorça
o pensamento profundo.
Artur Laizo

Essa alma que iremos ver
está de Deus afastada.
Muita gente está a viver
com sua Luz tão apagada.
Artur Laizo

A luz está apagada
e os homens caminham cegos.
Adastam-se da empreitada
cultuando só seus egos.
Artur Laizo

Faz do homem um desvalido
essa corrida incessante
pelo valor adquirido,
esquecendo o semelhante.
Artur Laizo

Há muito o que se fazer
para se viver a harmonia.
Preciso é não se esquecer
De ofertar alegria.
Artur Laizo

Somos todos solidários,
mas há muita distorção.
Muitos homens salafrários,
não se lembram do seu irmão.
Artur Laizo

E se vamos continuar
nessa longa caminhada,
necessário é apregoar
Amor, amor e mais nada.
Artur Laizo

Só o amor é a solução
nesse mundo conturbado.
Amar sem ter restrição,
pois amando se é amado.
Artur Laizo

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *