HOJE – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

HOJE

Minha vida se transforma
Em cada dia, mês ou ano.
Já não sei mais o que faço,
Já não sei para onde ir.
Hoje, eu tenho a certeza
De ter caminhado bastante,
Sofrido agruras de uma estrada
Que talvez não fosse a minha.
Se passei por essa estrada,
No entanto,
Tive que torná-la minha,
Pois o destino que me aguarda,
É meu por escolhas antigas…
Se fiz, porém, escolhas ruins,
Se deixei de seguir outros caminhos,
Se na minha senda me feri,
Hoje não posso reclamar do que passou.
Hoje!
Hoje o que importa é o momento.
Hoje o que me garante é o momento.
Hoje eu vivo e continuo pelo momento.
E esse momento,
Hoje,
Ainda é o meio da estrada
Dessa vida que se transforma
E muda a cada instante,
Desvairadamente,
Em busca do destino final
Que não sei
Nem quando,
Onde,
Ou como chegará.
Hoje é o momento!

            

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *