NÃO ENCHA O SACO! – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

NÃO ENCHA O SACO!

É muito desgastante
A vida que vivemos!
Temos que estar em paz
Num mundo em guerra.
Temos que ter serenidade
Na esperança de ter sempre a verdade.
É muito estressante
Viver para agradar,
Viver para que as pessoas
Olhem e digam:
“Olha que lindo você”.
E você tem que estar bem,
Socialmente bem,
Financeiramente bem,
Espiritualmente bem,
E até por que não,
Fisiologicamente bem.
O mundo só vai se importar
Com o que vir de você.
Quando você agradar a todos,
Quando você for aquilo que todos esperam.
O mundo não se importa,
Na realidade,
Com o que você pensa,
Com o que você come,
Com o que e o quanto você bebe,
Desde que não discorde,
Desde que não importune,
Desde que não encha o saco!
Por isso é desgastante,
É Estressante,
É massante essa vida
Que não vivemos.
Mas, desde então,
Fique no seu canto
E não encha o saco!

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *