RIR É TÃO BOM, QUE ATÉ QUANDO DÁ DOR DE BARRIGA, NÃO PRECISA TOMAR REMÉDIO – RESENHA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

RIR É TÃO BOM, QUE ATÉ QUANDO DÁ DOR DE BARRIGA, NÃO PRECISA TOMAR REMÉDIO – RESENHA

Autor: Fábio Penedo
Editora ‎Litteris Editora (1 janeiro 2023)
Idioma ‎Português
Capa comum ‎96 páginas
ISBN-10 ‎6555731893
ISBN-13 ‎978-6555731897
Idade de leitura ‎12 anos e acima

Visão geral do livro
Do leve sorriso à gargalhada mais alta. Não importa a dosagem, rir cura. Não tem contraindicação, não tem efeito colateral e nem vem com o aviso: “O Ministério da Saúde Adverte”. Neste livro, histórias e personagens, saídos do cotidiano ou do surrealismo, têm a pretensão de levar ao leitor um pouco de alegria. Leia sem moderação.

RESENHA:
O livro é de leitura rápida e riso fácil. O autor consegue nos fazer rir em todos os textos.
Nas páginas, com textos curtos, Fábio Penedo consegue ser engraçado, irônico, crítico sem ser desagradável. No livro se encontram relatos do dia a dia, observações sobre fatos políticos, comunitários e individuais corriqueiros, mas que não prestamos atenção.
Entre herança que não foi dada, camarão que faz mal, tio Celso tudo sabe e resolve. Ainda passam pelas páginas D. Pedro I e II entre outros personagens históricos.

O Autor:

Carioca, redator e roteirista, publicitário, maior levantador do Leme, air drummer, andarilho, flamenguista, fã de rock e de basquete.
Em novembro de 2021, criou o “Sururu nos quadrinhos”, canal que posta divertidas tirinhas e animações autorais no Instagram, YouTube e TikTok.

Contato: @fabio_penedo
@sururuquadrinhos

Eu recomendo RIR É TÃO BOM, QUE ATÉ QUANDO DÁ DOR DE BARRIGA, NÃO PRECISA TOMAR REMÉDIO.

            

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *