JUIZ DE FORA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

JUIZ DE FORA

E se passo pelas ruas,
Tantas ruas, tantas flores,
Tantas flores e amores…
E se passo pelas ruas,
Tantos carros, tanto trânsito,
Tanto trânsito de manhã,
Na manhã tão concorrida,
Nas ruas de Juiz de Fora.
E se passo pelas ruas,
Tantos sonhos, tantas dores,
Tantas alegrias, tantas flores,
Tantas flores cor-de-rora
Da cidade esplendorosa,
Dos ipês cheios de cores,
De cores de muitos amores…
E se passo pelas ruas,
Cheias de cores, de flores,
Cheias de sonhos, amores,
Cheias de gente,
Gente que corre,
Gente que sente,
Gente que vai,
Gente que vem…
E se passo pelas ruas
Tenho orgulho da cidade,
Tenho vida na cidade,
Amo muito Juiz de Fora.

            

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

3 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *