SINTO SUA FALTA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

SINTO SUA FALTA

Hoje senti sua falta.
Doeu no peito e lágrimas foram incontroláveis.
Difícil querer deitar minha cabeça
No seu colo sempre frágil
E sentir toda a sua força.
Hoje senti muito a sua falta.
Queria um abraço,
Um beijo de boa noite,
Um bom dia feliz,
Um bom mexido como só você…
Muito tempo sem você
E muita história para contar…
Desde que você se foi,
Tanta coisa eu criei,
Tantos sonhos realizei,
Tantos caminhos cruzei…
E perdi tanta gente!
E cada dia mais sozinho…
E cada dia mais saudade…
Você se foi
Na época certa?
Amei você como devia?
Retribui o amor que me dedicou?
Foram anos de dedicação,
Foram anos em que você se anulou
Em prol do filho amado.
Senti sua falta, mãe.
Senti muito hoje e sinto sempre.
Que você esteja bem.
Que no plano superior,
Com meu pai – seu grande amor -,
Você esteja bem.
Amo você.
Amarei para sempre, minha mãe.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quase quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *