ANSIEDADE – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

ANSIEDADE

A ansiedade, muitas vezes, mata. É uma situação complicada esperar que algo aconteça ou não aconteça e, com isso, a vida pode virar um transtorno. Se estamos esperando que algo aconteça o coração bate mais forte torcendo pelo sucesso. Grande problema é se esse “sucesso” depende de alguém mais. Se esperamos, ao contrário que uma coisa não aconteça, torcemos, muitas vezes até rezamos para que não aconteça.
Algumas vezes o que queremos que aconteça dependerá de nós mesmos e de quem mais estiver envolvido no processo. Se queremos que aconteça, lutaremos por isso e pode ainda assim não acontecer. Acontecerá se o universo conspirar a favor.
Se queremos que não aconteça, e forças ocultas insistirem, poderá acontecer e ser muito bom.
Mas ansiedade persiste e, de certa forma, comanda nossa vida.
Se não fosse esse
Se não fosse esse sentimento louco, que também nos deixa loucos, a vida perderia um pouco o sentido.
É exatamente o fato de se querer alguma coisa que nos faz buscar por isso e, assim, crescemos e construímos muitas coisas.
A ansiedade deixa de ser boa e construtiva quando se torna obsessiva. Quando impede que vivamos em paz e felizes. O mundo para essas pessoas, conspira contra e nada é bom.
Há necessidade de diagnóstico correto para a ansiedade patológica e tratamento. Muitas pessoas não assumem que é ansiosa ou até mesmo portadoras de depressão – que é outro ponto polêmico – e não buscam ajuda médica e não aceitam que têm a doença.
A ansiedade natural, no entanto, é normal e cheia de prazer. Essa busca natural e constante é uma mola que nos impulsiona a viver cada vez mais e melhor.
Estou indo para a 21° B8ENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DO RIO DE JANEIRO. Minha participação será muito importante e vou lançar meu livro novo “O VAMPIRO DOUGLAS”. Como será que está meu coração?

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *