Artur Laizo Escritor – Página: 3 – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

Autor - Artur Laizo Escritor

QUE VENHA O SÁBADO!

O dia começou bem! Eu de plantão no décimo terceiro andar – CTI – subi para o Centro Cirúrgico – décimo quarto – para operar um paciente às 7:30. O mesmo conseguiu se internar às 8:30 e eu comecei a operar às 9:40, uma cirurgia que durou quarenta minutos, mas precisei de mais quarenta para acessar o sistema...

A VELHA

A VELHA Artur Laizo Ela morava sozinha, Na última casa escondida. Desde que fora ferida Não era boa vizinha. Um dia, ainda criança, Sofreu a perda dos pais E calando tantos ais, Foi perdendo sua esperança. Cresceu e sem proteção, Lutou contra a tirania Do tio que se servia… Obrigada! Humilhação! A tia, pobre mulher, Sem forças...

CANÇÃO DO MUNDO ATUAL

Toca o sino da Matriz chamando a congregação. Nesse momento feliz, todos juntos: oração! Artur Laizo Vamos pedir com fervor que o mundo tenha mais calma, muita gente sem amor, muita matéria sem alma. Artur Laizo Os homens estão perdendo a grandeza de sua alma. Pela vida que estão tendo, cada dia menos calma. Artur Laizo Se Deus não for o...

EU QUERIA

*EU QUERIA* Artur Laizo Queria, quando olhasse para a lua, Que também tu estivesses a sonhar Com o amor que tivemos e na rua, Deixamos se perder e definhar. Eu queria que meus desejos, tua Vontade também fosse. E envergonhar Por que se nos meus braços ‘stavas nua? Se em meus beijos esteves a vagar? Queria que, quando eu olhasse o...

FUTURO

Às vezes, A gente para e pensa: – Se eu pudesse começar de novo, o que eu faria? Muita gente dirá que faria tudo exatamente como fez até hoje. Bobagem! Todos nós temos coisas das quais nós arrependemos de ter feito e de não ter feito. Muitas vezes são muitas coisas que deixamos escapar, ou fizemos uma grande besteira e não deu...

CAMINHOS TORTOS

Quisera eu amar e ser amado, Ser feliz e viver no paraíso. Quisera eu cantar todo encantado As músicas melhores de Dioniso. Mas infeliz no amor, fui desarmado E na vida caminho tão indeciso, Nunca mais tendo amor, desamparado Levado pela vida ao improviso. Quisera eu ser amado e ter amor Para retribuir tão grande afeto, Mas a solidão sempre...

EXATAMENTE ASSIM

É exatamente assim Que eu quero te ver: A pele dourada, O coração aberto, O sorriso largo, A esperança nos olhos, A vontade de me abraçar, A delícia ao me beijar. A mente louca, O corpo ardente, O desejo maior que o amor, Se houver amor. Assim eu quero te ver: Querendo ter meus braços, Meus abraços, Meus beijos, Minha volúpia, Meu fogo...

SOZINHO

A gente nasce sozinho Com tanta gente cuidando. É alegria e carinho Muita gente se abraçando. A gente segue o caminho Muita gente acompanhando Sentindo falta do ninho E de quem está faltando. Mas a vida sorrateira, Prepara uma brincadeira Para seguir sempre em frente… Um dia, chega ao final O grande ciclo vital: – Estamos sós...