EU QUERIA – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

EU QUERIA

*EU QUERIA*
Artur Laizo

Queria, quando olhasse para a lua,
Que também tu estivesses a sonhar
Com o amor que tivemos e na rua,
Deixamos se perder e definhar.

Eu queria que meus desejos, tua
Vontade também fosse. E envergonhar
Por que se nos meus braços ‘stavas nua?
Se em meus beijos esteves a vagar?

Queria que, quando eu olhasse o céu,
Olhasses tu também e, nesse véu,
De estrelas luminosas, nosso amor

Pudesse reviver das cinzas mortas,
Refizéssemos, mesmo em linhas tortas,
Todo aquele momento de furor.

            

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *