LITERATURA DE TERROR – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

LITERATURA DE TERROR

No dia 26 de abril de 2024, eu tive a grata satisfação de ir palestrar para o 9° ano do Colégio Machado Sobrinho a convite da Professora Verônica Aquino. Achei muito bom falar para aqueles meninos e meninas sobre literatura de terror e do meu livro O VAMPIRO DOUGLAS. Respondi a várias perguntas e houve uma interação excelente. Ao final, os alunos vieram me apresentar o conto de vampiro que escreveram. Foram quatorze obras que somente agora consegui terminar a leitura e resenhar todos.
São contos fantásticos onde os autores relacionaram história, fatos atuais e antigos e todos bem ambientados, que deram veracidade aos contos.
Os alunos demonstraram através desses trabalhos, que estão tendo uma educação e cultura exemplares.
Sugeri à Professora em questão que o Colégio deveria, após correção ortográfica e uma leitura crítica, publicar esses contos em formato de antologia. Isso dará força e incentivo aos pequenos escritores.
A seguir apresentarei a resenha de cada conto.

1- Lua vermelha
Autores:
– Isabela
– Heloisa
– Danielle
– Isabelle

_ Excelente história de amor entre o vampiro Eric e a humana Morgana. Que pena que eles não puderam ficar juntos. Torço para que em uma Lua de Sangue, possam pelo menos se reencontrarem. O conto ainda traz poemas.

2- A história de Arthur
Autora:
– Karolayne Assis

_ Uma história de amor e suspense. Quem era a moça por quem Arthur se apaixonou? Pior: Onde estarão eles hoje em dia?
Muito bom!

3- O vampiro Douglas
– Sophia Domingues Louis

Muito bom o enredo. Até parece que Douglas seria enganado com notas falsas e não se vingaria. Hans levou a pior.

4- Um romance entre um vampiro e uma enfermeira
– Anna Júlia

Um amor entre uma humana e um vampiro poderia dar certo? Amanda e Vicente tiveram medo desse amor, mas resolveram por-se a prova.

5- O vampiro Daniel
– Mariah
– Melissa
– Millena

Um amor impossível? Uma trapaça do Vampiro Lourenço leva Daniel a perder o amor de sua vida e a se sentir um ser desgraçado. Muito bom.

6- Despertar das sombras
– Luis Guilherme
– Lucas de Souza
– Guilherme
– Theo
– Vinicius

Armando se tornou um vampiro quando foi chamado na “sede de sangue” e iria transformar a população de Juiz de Fora inteira por comando do próprio Drácula. A história é muito boa e contém dados históricos locais e mundiais.

7- Benedito, o pacto de sangue
– Gabriel Smarzaro
– Luiz Gustavo Batista
– Luiz Gustavo Sestalo
– Pedro Luca

Benedito era um jovem trabalhador brasileiro, honesto e trabalhador. A crise de 1929/30 com recessão e desemprego o levou a aceitar o pacto do vampiro Francisco.
Benedito era tão honesto que não perdeu a humanidade e passou a lutar pelo bem do trabalhador.
Muito bom. Gosto dessa ambientação não só em um lugar, no caso JF, mas tb em uma data com referência à história.

8- Doces e fiéis lembranças
– Alice Quadros de Oliveira

Uma abordagem diferente: uma família de vampiros. A história relatada por uma vampira Karolline e a convivência entre humanos e vampiros. Muito bom.

9- O reencontro
– Valentina Molina

Um linda história de amor. Novamente aqui é abordada a genética de vampiro. “Claudio só soube que era vampiro aos 15 anos”. E o amor a tudo vence.

10- O vampiro Claudio
– Iago Bastos
– Pedro Nazaré
– Francisco
– Enzo Sanches

Cláudio se apaixonou pela “bela moça” e isso pode ser sua ruína. Ele deixou-se consumir pela raiva e passou a ter como objetivo a destruição da cidade e do país.

11- Philip – Bonito, porém mortal
– Thomas Ferreira
– Igor Canedo (ilustração)
– Diego Zalmora

Philip era um vampiro corajoso. Gostei muito do fato de ele dirigir um carro, um Kadilak, e ter a perseguição ao outro vampiro que dirigia um Kadete verde. Excelente. O Morro do Cristo deve ter ficado vermelho na hora da briga dos dois.

12- Lilith
– Vitória
– Ana Clara
– Pietra

História cheia de história. Ambientada no período da primeira grande guerra e logo depois em Juiz de Fora até os dias atuais. A vampira de cabelos cor de fogo é uma justiceira.

13- J. J.
– Eduardo Leal
– Matheus Pessoa
– Asafe Escobar

J. J. era apenas um vampiro que queria sossego e a população de Santos Dumont não lhe permitiu ficar quieto. Em Juiz de Fora iria acontecer a mesma coisa, mas Ana apareceu na vida do vampiro.

14- As crônicas de Jaime
– Lucas V. Rodrigues

O conto é muito bem estruturado com uma temporalidade e história atuais. O Jaime, coitado, passou por maus pedaços na vida e se vingou de seus algozes. Mas também ele não escapou de um amor no final.
Muito bom.

Parabéns a todos os escritores desses contos e espero continuar incentivando a escrita de mais e mais autores desse país.

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *