NÃO PODE! – Pão de Canela e Prosa
Pão de Canela e Prosa

NÃO PODE!

Não pode
Falar alto
Ou acordará o monstro que dorme.
Não pode
Respirar fundo
Ou acabará com o ar do planeta.
Não pode
Beijar na boca
Ou serás taxado de indecente.
Não pode
Pegar na mão
Ou estarás cometendo um ato ilícito.
Nao pode
Abraçar em público
Estarás demonstrando sentimentos.
Não pode
Ler livros
Ou estarás adquirindo conhecimentos.
Não pode
Escrever qualquer coisa
Ou estarás incitando a desgraça.
Não pode
Querer evoluir
Pois estarás saindo do meio em que vives.
Não pode
Tirar a roupa,
Vestir a roupa,
Almoçar,
Ficar sem almoço,
Jantar engorda,
Fome faz mal,
Dormir tarde,
Dormir cedo,
Acordar tarde,
Acordar cedo,
Não dormir,
Não acordar,
Nao pode!
Não pode
Ler livros eróticos,
Pornograficos,
Religiosos,
Fantásticos,
Românticos,
Futuristas,
De época,
Sem época,
Não pode ler livros
De nenhuma espécie,
Pois qualquer coisa
Desvirtua
O falso moralismo,
A falsa família perfeita,
A falsa vida que muitos aparentam ter.
Não pode
Ver novela,
Ver seriados,
Ver filmes,
Ver televisão,
Ir ao cinema,
Abrir a janela,
Abrir portas
Abrir a mente,
Não pode!
Não pode fazer nada
Que possa ajudar
No crescimento do conhecimento
E na busca por um mundo melhor.
Não pode
Haver censura!
Isso ninguém percebe
Que é o pior bloqueio
Que o ser humano encontra na vida.
Não pode!
Não pode!
Não pode!
Se houvesse forte
Em cada ser humano
A razão e o bom senso,
Não precisaria existir a expressão
“Não pode”.

                           

Sobre o autor Ver todas as postagens

Artur Laizo Escritor

Artur Laizo nasceu em 1960, em Conselheiro Lafaiete – MG, vive em Juiz de Fora há quatro décadas, onde também é médico cirurgião e professor. É membro da Academia Juiz-forana de Letras e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, Sociedade Brasileira de Poetas Aldravistas e presidente da Liga de Escritores, Ilustradores e Autores de Juiz de Fora - LEIAJF.

2 comentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *